3 Formas de ganhar experiência profissional

Ter experiência profissional não é apenas importante para o contratante. Também conta bastante para o profissional e sua vivência em uma empresa. Colocar em prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula gera um profissional melhor no mercado, com mais habilidade para lidar com diversas situações. E há muitas formas de ganhar experiência profissional. Saiba mais!


É preciso ter experiência profissional para procurar emprego?

Esta é uma grande dúvida que todos os recém formados possuem. Afinal, na sala de aula aprendemos a teoria e simulamos algumas situações. Na prática não é da mesma forma. Muitas empresas cobram experiência comprovada em currículo e acaba deixando alguns trabalhadores em desespero por não ter nada para comprar. 
Muitas empresas exigem experiência porque não querem perder tempo com o funcionário em treinamentos e adaptação. Contratam esperando por alguém que já assuma suas funções com maestria desde o primeiro dia. Para estes casos é importante contar com a experiência no currículo comprovada com carreira assinada.
Em contrapartida outros empresários dão preferência por trabalhar com pessoas sem experiência. A vantagem principal é poder agregar a seu quadro de funcionários alguém sem vícios, acostumado a trabalhar com outro tipo de gestão. É mais fácil de se adaptar. 
Existem os dois casos, então não é estritamente necessário ter experiência para conseguir um bom emprego. Depende da empresa e do cargo pretendido.

Como ganhar experiência profissional para o currículo

Existem algumas formas de conseguir listar experiência no currículo profissional. São elas:

Estágio

Alguns cursos de ensino superior possuem o estágio obrigatório não remunerado. É o caso de licenciaturas e medicina, visando enviar para o mercado um profissional com vivência em sua profissão. 
Mas também há o estágio remunerado. Empresas contratam jovens para aprendizado em seu quadro de profissionais com pagamento de uma bolsa mensal e alguns benefícios. São bons exemplos os programas de estágio Ambev e estágio Santander, com processo seletivo e parceria por contrato.

Trabalho voluntário

Empresas (em especial ONG) aceitam a contratação temporária de trabalho voluntário e ainda assinam a experiência por carta de recomendação. Se a procura de estágio se tornou uma tarefa cansativa, você pode oferecer seus serviços a empresários informando que é apenas a título de experiência para a sua formação. 
Mesmo sendo trabalho voluntário é preciso ter compromisso com a função. Não receber salário não significa que se pode fazer o que quer dentro da empresa. Ela abriu as portas para a sua experiência e é importante seguir as regras pré determinadas.

Trabalhar na faculdade

Algumas instituições de ensino superior possuem clínicas ou outros espaços aceitando alunos para atuar com serviços para a comunidade. Não costumam pagar bolsa, mas assinam carta de recomendação e ainda auxiliam em alguns casos com valor do transporte.
Um bom exemplo são as assessorias jurídicas em universidades ou faculdades com curso de direito. Elas ajudam à comunicação com o auxílio dos professores e com os estudantes estudando cada caso na defesa em tribunal. Clínicas de fisioterapia e psicologia em faculdades também são bons exemplos conhecidos pelo público de suas cidades.

You Might Also Like

0 comentários